10 Lições De Lemann Pros Negócios

Natalia de Oliveira, 22, artista visual moradora de Interlagos, zona sul de São Paulo. Faz 6 anos que Natalia utiliza a astrologia como um caminho pro autoconhecimento. E ela não está sozinha. Esse movimento geracional recente é refletido pelo deslocamento da astrologia do analógico pro digital -dúzias de sites e aplicativos (como os internacionais Co-Star, Astrology Zone, Daily Horoscope, e os nacionais Horos, Aura Astrologia, Viastral) executam mapa astral quase instantaneamente.

Além do mais, páginas nas mídias sociais, como a Signos da Zueira, com mais de 4 milhões de seguidores, postam todos os dias memes que brincam com signos, e adolescentes astrólogos fazem uso perfis pela internet pra publicar seus trabalhos e fazer previsões. O fenômeno é global. Bruna Paludo, 30, gaúcha de Passo Fundo, construída em correto, que trocou a advocacia pela astrologia desde que se mudou pra Santa Cecília, no centro de São Paulo, há quase dois anos. Bruna ficou uma das principais personalidades da nova astrologia no Instagram.

Tem mais de 96 1000 seguidores e utiliza o perfil @br000na para mostrar algumas dicas baseadas na localização dos planetas e da Lua com uma linguagem leve que se apoia bastante no exercício de memes. Outra cantora, Susan Souza, 34, decidiu largar o jornalismo e focar a música (perante o nome Cinnamon Tapes) inspirada pelo que viu no mapa astral. Além da música, Susan está há 3 anos estudando astrologia em uma universidade paulistana.

  • Treze – Diversifique os alimentos
  • Assim como este medicamento tem êxito
  • 26 de novembro de 2018
  • Seus compradores utilizam a internet no teu cotidiano

Psicanalista e sócio de uma organização de pesquisa de tendências de mercado, Lucas Liedke, 36, diz que “há uma descrença nas organizações convencionais. Os adolescentes se dizem mais espiritualizados, entretanto não religiosos”. Próximo a três amigos de São Paulo, ele montou por este ano o web site Peoplestrology. Após fazer um cadastro, o usuário responde a várias dúvidas relacionadas aos signos, como “qual é o mais afetuoso?” e “qual é mais batalhador?”. Mais de 3.000 pessoas neste instante responderam, e dá pra visualizar a compreensão dos usuários em ligação a cada signo (o mais afetuoso: câncer, o menos: virgem; o mais safado: escorpião, o menos: capricórnio).

Se a astrologia hoje virou fenômeno entre os adolescentes, muito disso é responsabilidade de Isabella Mezzadri, publicitária moradora da Vila Olímpia, na zona oeste. Em 2015, criou uma conta no Instagram que na atualidade tem mais de 329 mil seguidores. Hoje, ela fornece aulas online a respeito de astrologia e é co-criadora do projeto Energias do Mês, em que fornece sugestões mensais baseadas nos astros.

Isabella também é dona do web site Astrojourney, que investe em área da astrologia direcionada a viagens. Lá ela explica qual é o ótimo destino para as férias de acordo com o teu mapa astral e as espetaculares data para viajar. Tatiane Lisbon, 25, de imediato foi designer de interiores, maquiadora e hoje é DJ de house.

Toca em festas e em clubes paulistanos. São os “spoilers semanais”, como ela chama. Bem como Bruna, ela utiliza memes pra “expressar um discernimento complexo de uma maneira acessível de perceber”. Mas nem ao menos todos os astros estão favoráveis à nova astrologia. Tem gente da velha guarda que diz que a internet é um eterno Mercúrio retrógrado.

Vera Facciollo, 73, presidente da Associação Brasileira de Astrologia, com sede no centro da capital. Para ela, usar as mídias sociais pra fazer previsões ou tratar a respeito astrologia “é falta de responsabilidade”. Dimitri Camiloto, 46, mestre em sociologia e antropologia e astrólogo há mais de três décadas. Paulo Napoli, 41, é rapper desde 1993 e imediatamente participou de apresentações em São Paulo com artistas como Thaíde, Dj Nuts e Mamelo Sound System. Apaixonou-se por astrologia há dois anos e construiu, com a assistência de uma amiga astróloga, o Happy Hour Astrológico, um encontro entre estudiosos e curiosos que acontece uma vez por mês.

O último foi no espaço House of Learning, em Pinheiros. Os amigos do rap ficaram “meio surpresos” quando souberam da ligação de Paulo com os astros. R. Frei Eusébio da Soledade, 74, Vila Mariana, tel. R. 24 de maio, 35, República, 5º caminhar, conj. R. Batista do Carmo, 54, Cambuci, tel.